Alcance sua independência financeira!

Assine Nosso Feed!

  • Receba artigos e informações valiosas para se destacar no mercado financeiro e ganhar dinheiro.
  • Fique tranquilo(a), sua privacidade será respeitada.


  • quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

    Os melhores e os piores investimentos de 2013

    O ano de 2013 foi particularmente difícil para os investidores. Mesmo assim, alguns investimentos fecharam o ano com bons resultados. Neste post vamos conhecer os melhores e os piores investimentos de 2013.


    No ano de 2012, o melhor investimento foi o ouro, o que acabou fazendo com que crescesse muito a procura deste ativo.


    Em 2013, o melhor investimento foi o dólar com um desempenho anual positivo de 16,64%. Em segundo lugar, aparece os títulos públicos atrelados à SELIC (LFT). O índice Bovespa fechou 2013 com uma desvalorização de -15,49%. Já o ouro, que figurou nos últimos três anos como um dos melhores investimentos, acabou amargando uma desvalorização de -17,35%. Os fundos de Small Caps - que segundo "especialistas" afirmavam - seriam fonte de grandes ganhos em 2013, se desvalorizaram em 11,47%

    Como podemos observar no caso do ouro (sendo extensível para outros ativos), bons resultados em um ano não garantem a continuidade da valorização nos outros anos. Desse modo, aqueles que "seguiram a manada" e colocaram todas as fichas no ouro podem ter ficado bastante decepcionados em 2013.

    Dólar

    Pode parecer estranho que o dólar tenha sido o melhor investimento de 2013, pois o mundo está em crise e os Estados Unidos ainda se recuperam de um grande período de recessão. Apesar disso, o dólar ainda é a moeda em que os grandes especuladores confiam. Assim, nas épocas de crise acontece o mesmo de sempre: os investidores deixam os mercados emergentes e investem em mercados mais maduros, o que por consequência levou à valorização da moeda americana.

    Letra Financeira do Tesouro - LFT

    Os títulos públicos indexados à taxa SELIC são aqueles que oferecem a maior segurança ao investidor, mesmo sendo um título pós-fixado. Esses papéis se beneficiaram do aumento progressivo da SELIC durante o ano de 2013.


    Bovespa

    Enquanto a bolsa de valores apresentou uma leve recuperação em 2012, obtendo um resultado positivo de 7,4%, o índice Bovespa acabou fechando 2013 com uma grande desvalorização. Acredito que diversos fatores influenciaram tal resultado, como os riscos regulatórios, a fuga de investidores para outros mercados, o baixo crescimento do país (PIBinho), além de toda a desconfiança gerada pela situação das empresas "X". É claro que este resultado apresentado pelo índice Bovespa é um resultado geral e representa uma média de todas as empresas que compõem o índice.

    PS. Como podemos observar em diversos blogs, muitos investidores obtiveram resultados positivos graças principalmente à um comportamento de diversificação de seus ativos, colocando um pouco de seu patrimônio em ações, outra parte em ETF's, outra em renda fixa e por ai vai. Aquela tradicional dica de "nunca colocar os todos os ovos em uma única cesta" continua valendo (mais do que nunca!).

    Se você quiser saber mais sobre como diversificar e reduzir os riscos de sua carteira de investimentos, conheça a técnica de alocação de ativos.


    Crédito da imagem: http://www.freedigitalphotos.net Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

    Um comentário:

    1. E atenção a 2014!

      Será um ano bem difícil!

      www.ricodinheiro.com.br

      ResponderExcluir