Alcance sua independência financeira!

Assine Nosso Feed!

  • Receba artigos e informações valiosas para se destacar no mercado financeiro e ganhar dinheiro.
  • Fique tranquilo(a), sua privacidade será respeitada.


  • domingo, 18 de março de 2012

    Um pouco sobre a escolha das ações em que invisto


    Desde que comecei a divulgar minha carteira nos posts mensais de "Acompanhamento de Carteira" começaram a surgir alguns questionamentos do tipo: por que você não investe na Ambev, na Souza Cruz, Natura, Raia Drogasil etc...

    O objeto deste post será exatamente discutir este assunto e obter a opinião dos leitores sobre este assunto tão controverso e importante que é a escolha das ações em que investir.


    Antes de começarmos a comparar algumas ações eu acredito que seria importante voltar a alguns conceitos básicos sobre o investimento em ações.

    O que é o P/L

    O índice P/L é um fator que mede a relação entre o preço atual da ação e o lucro atual da mesma ação. Frequentemente ele é utilizado como forma de saber se ação está barata ou cara. Por exemplo, uma ação com P/L de 5 costuma-se dizer que o investidor levará cinco anos para obter o retorno de seu investimento. Muitas vezes um P/L muito baixo é sinal de problemas na empresa, já em outros casos demonstra um real desconto no preço de uma ação.

    O que é o DY

    O DY, sigla de Dividend Yield, exprime a porcentagem em dinheiro que retorna ao acionista em forma de dividendos. Por exemplo, uma empresa que tem um DY de 10% retorna em dividendos 10% do valor da ação para o acionista.

    Portanto o ideal seria uma ação com P/L baixo e DY alto, como vinha acontecendo por exemplo com a Eletropaulo que há pouco tempo apresentava um P/L de aproximadamente 4 e um DY de quase 25%. Mas encontrar esses dois índices de forma excelente nem sempre é possível.

    Outra coisa a ser observada é que o P/L não é um valor absoluto. Por exemplo, uma empresa com P/L de 66 por exemplo não está necessariamente cara. Como exemplo podemos tomar as ações da Apple que apesar de não ter o P/L dela em mãos com certeza tem um P/L alto pois tem muito valor e não distribui dividendos ao acionista. Porém a empresa não para de crescer. E isso ocorre também com a Souza Cruz,  a Ambev etc... Elas tem P/L alto e estão sempre crescendo. Para aqueles que investem para ganhos em valor são uma ótima oportunidade, já para aqueles que focam em dividendos nem tanto.

    Mas vamos um pouco mais longe. Eu não acho que uma carteira deve ser exclusivamente focada em dividendos. A minha está 60-70% em dividendos, mas eu tenho Vale e Banco do Brasil que são empresas que tem bom crescimento, dividendos intermediários e estão descontadas em relação ao seu valor de mercado.

    Aí que vem o questionamento que me faço sempre: porque investir em empresas com P/L de 20-30 e DY de 2-3% se eu posso investir em empresas com P/L de 5-6 e DY de 6-7%? E é por isso que não invisto em empresas como Ambev, Souza Cruz etc.

    É claro que esta é uma opinião pessoal e cada um faz o que quiser com seu dinheiro e investe onde achar melhor.

    Segue abaixo uma tabela comparativa:


    E você leitor, o que acha desta linha de pensamento?

    * Nesta semana talvez ocorra uma demora em responder os comentários e e-mails, mas até o final de semana tudo estará regularizado.

    Crédito das imagens: http://www.freedigitalphotos.net

    Um grande abraço à todos e uma excelente semana!!!

    O blog Rico por Acaso preza pela qualidade da informação apresentada ao leitor. As matérias aqui apresentadas representam a opinião pessoal de seu autor. Assim deve ficar claro que o blog não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.
    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

    32 comentários:

    1. Ótima linha de raciocínio! É por aí mesmo !

      http://investidoremacao.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Obrigado pela participação IEA! Um grande abraço!

        Excluir
    2. Ola Rafael,

      Gosto desta linha de pensamento focado em dividendos, é a linha que tenho seguido ultimamente, e concordo muito mais na questão de que cada um tem uma estratégia e investe onde entenda que seja melhor, ainda mais no quando se trata de ações, onde exitem muitos fatores a serem considerados nas mais diversas estratégias.

      Forte abraço e bom jogo!!

      ResponderExcluir
    3. Boa ,, é isso ai! As amarelinhas estão todas na minha carteira e das azuis não tem nenhuma rsrs !

      parabéns pelo post!

      Abços

      ITM

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Obrigado pela participação ITM! Um grande abraço!

        Excluir
    4. É sempre possível investir em empresas com P/L maior se o crescimento esperado no lucro é bastante forte. É o que tem acontecido, por exemplo, com a Ambev. Desde que comecei a investir nela, em 2009, o P/L se mantém na casa dos 20-25, mas a cotação só vem aumentado - porque os lucros têm crescido fortemente.

      Falo dessa questão em meu blog: http://opequenoinvestidor.com.br/2011/06/peg-um-importante-indicador-para-investir-em-acoes/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Grande Fábio! Muito obrigado por sua participação e contribuição. Como escrevi, acredito que o investimento vai depender bastante do foco do investidor. Acompanho sempre seu blog! Um grande abraço, Rafael.

        Excluir
    5. oi. como eu calculo o preço médio de uma ação qdo comprei diferentes quantidades a diferentes preços? qual é a fórmula?

      obrigada

      samy

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Olá Samy! Você pode fazer uma média ponderada, por exemplo: 70 ações X R$ 40,00 + 30 ações X R$ 42,00 e o valor resultante da soma destas duas compras dividir pelas 100 ações no total que você possui. Um grande abraço e obrigado por acompanhar o blog!

        Excluir
    6. Vi ontem que a Eletropaulo vai pagar R$3,39 por acao PN em abril.

      Vou reservar uns barao para comprar ela e tirar um luco bom e dai pegar ps dividendos e comprar mais acoes da propria.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. http://dividendobr.com/tabex.php

        link da informacao sobre varios dividendos a serem pagos por varias empresas

        Excluir
      2. Olá Leonardo! Correto, vai dar um DY de aproximadamente 15%. Um grande abraço!

        Excluir
    7. Sem dúvida é uma estratégia interessante, porém a economia e muito dinâmica.Repare que todos as eletricas possuem esse perfil, mas pergunto até qd? Não possuo nenhuma eletrica na minha carteira pois creio (é mais intuição) q esse setor passará por mudanças em breve. E após isso haverá uma reavaliação de preços. Mas,como dize, e minha intuição.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Olá Sandman! Seu pensamento é interessante, mas vamos um pouco mais longe. A Souza Cruz é uma excelente empresa, sempre se reinventado para se manter no mercado cada vez mais restrito. Mas até quando? Com as crescentes restrições...Mas estas são apenas suposições também. Um grande abraço!

        Excluir
    8. Na realidade não é o p/l q vai medir o retorno p/ o investidor. o p/l mede qts lucros são necessários p/ pg a empresa. O DY e q mede o retorno p/ o investidor. Ex; um DY de 25% significa q em 4 anos vc recebeu de volta o q vc pg na ação.

      ResponderExcluir
    9. Concordo contigo Sandman.

      Porem mesmo em momentos de crise as pessoas deixam de pagar o carro ou a escola dos filhos do que ficar sem luz para tomar seu banho quente e assistir seu jornal.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Históricamente é um setor bom pagador de dividendos. Mesmo nas crises, remunera bem. Porém nos "boom`s" o investidor deve estar ciente que não terá o mesmo crescimento das Blue Chips por exemplo.

        Excluir
    10. O post mostra que o blog valoriza os leitores ao tratar da escolha de ações que é assunto que em geral os investidores encontram-se sozinhos e com dúvidas.
      Se conhecer como investidor, saber seu objetivo no mercado de ações, entender os fundamentos das empresas e ajustar tudo isso e muito mais para formar uma carteira de ações não é nada fácil.
      O Rafael é consciente e seguro, mas a questão poderia se aprofundar. Vamos dizer, Rafael, que vc ganhou 1 milhão livre de impostos, ainda sim manteria a carteira do jeito que está? Isto é, não ampliaria o número de ações? A maior parte do seu dinheiro ainda ficaria só no setor elétrico? Obrigado e abs!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Digo capital de 1 milhão livre para investir no mercado de ações, não é retorno de dividendos.

        Excluir
      2. Olá Arthur! Com um milhão livre nas mãos com certeza a história seria outra. Não no quesito da escolha da ações, que eu manteria focado nas boas pagadoras de dividendos, mas sim no numero de ações que para diminuir os riscos da carteira eu aumentaria. Veja o Lirio Parisoto, que com bilhoes investidos tem 11 ações na carteira. Um grande abraço e muito obrigado pelas palavras acerca do blog!

        Excluir
    11. Ahahahah ai com R$1milhao em dividendos eh hora de esquecer a bolsa de valores, viajar, comprar uma Ferrari e uma casa na praia e curtir a vida!

      Brincadeiras a parte, bolsa de valores eh viciante, eu que vou entrar nesse meio agora ja estou com adrenalina pura.

      ResponderExcluir
    12. EU COM R$ 1 MILHÃO COMPRARIA R$ 250.000,00 DE ELPL4
      R$ 250.000,00 CIMG4 R$250.000,00 VALE5 E 250.000,00 EM COCE5 E VIVERIA DE DIVIDENDOS O QUE VC ACHA RAFAEL????

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Com um milhão, como já respondi em outro tópico, vejo a necessidade de uma diversificação maior, para proteger o capital mesmo. Claro que um maior risco (manter as 4 ações que você citou por exemplo) PODEM resultador em resultados mais expressivos. Um grande abraço!

        Excluir
    13. E quanto ao risco do setor elétrico? Tenho essa dúvida. Não é arriscado possuir 3 ações de um mesmo setor em uma carteira com 5 ações? Pensei desta maneira, e resolvi trocar uma ação de elétrica por outra ação, também boa pagadora de dividendos, a fim de manter a ELPL na carteira. O que você acha?

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Olá Mauricio! Realmente existe um certo risco. Tentei minimizá-lo tendo uma elétrica do norte do pais (COELCE), uma do centro-oeste (CEMIG) e uma do sudeste (ELETROAULO). Essas regiões possuem realidades diferentes e potenciais de crescimento diferentes. Se você se sente desconfortável em ter muitas elétricas, não vejo problemas em trocar. Um grande abraço!

        Excluir
    14. Sou novato e estou estudando antes de começar a investir. Em vários lugares tenho visto recomendações de Eletropaulo numa carteira de dividendos. Essa unanimidade não afetaria o investimento ?

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Acredito que não afetaria. Um grande abraço!

        Excluir
    15. Apenas uma correção: CEMIG é de MG/Sudeste, mas possui operações em diversas regiões.

      Obrigado pelas informações!

      ResponderExcluir
    16. Correto Mauricio! Obrigado pela participação no blog! Um grande abraço!

      ResponderExcluir
    17. Atualmente busco por dividendos, pois penso que boas empresas que pagam bons dividendos proporcionam ao investidor mais segurança e tranquilidade, embora goste, de tempos em tempos, de fazer pequenas incursões arriscadas para apimentar a vida de investidor. Adoraria receber uma visita sua no meu blog e claro, obter sua opinião.

      Sucesso!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Olá Daniel! Primeiramente muito obrigado por acompanhar o blog! Apostar em uma ou outra empresa de vez em quando faz parte do "jogo"...rsrs....Um grande abraço! * Pode ter certeza que vou ler seu blog!

        Excluir